Buscar
  • fisioandreviegas

# OCUPAÇÃO

Olá a todos, o meu nome é Andreia e sou Terapeuta Ocupacional, considero-me apaixonada e até um pouco obstinada pela profissão que escolhi.

Qual é o meu objetivo com esta minha apresentação? Pois bem, vai ter de continuar a ler e eu prometo que irá valer a pena!

Agora que já me apresentei vou contar-lhe o que fiz ontem, pode ser?

Levantei-me bem cedo para trabalhar, fui tomar banho, vesti-me e para começar bem o dia fiz um belo de um bom pequeno almoço. Fui trabalhar e devo dizer que foi um dia bastante cansativo, mas mesmo assim ganhei coragem e ainda fui fazer exercício físico antes de ir para casa. Cheguei a casa, fiz o jantar e ainda vi a minha série preferida antes de ir dormir.


É muito provável que faça isto muitas vezes. Agora imagine a sua vida se de um dia para o outro, por qualquer razão, não pudéssemos fazer mais nenhuma destas coisas? Se não fossemos capaz de preparar o pequeno almoço, vestir, conduzir até ao trabalho, praticar o seu desporto preferido ou simplesmente ver a sua série preferida? Já imaginaram o que é ficar privado de desenvolverem todas estas ocupações e tudo aquilo que mais gostamos a título permanente?


Esta privação pode acontecer pelas mais variadas razões e por certos eventos da nossa vida que causam alterações na nossa funcionalidade, nas nossas rotinas e nos nossos hábitos que têm muitas origens - motores, cognitivos, sociais ou sensoriais. O que dá significado à nossa vida é o envolvimento em ocupações.


E AFINAL O QUE É UMA OCUPAÇÃO?

Já pensaram que quando nos apresentamos a alguém, habitualmente, depois de dizer o nosso nome dizemos o que fazemos e quais as nossas ocupações. E porque é que isto acontece?

Muitas questões? Pois bem continue a ler, prometo que está quase a terminar.


RESPOSTA: A ocupação é tudo aquilo que fazemos, sentimos e pensamos, relativamente ao que fazemos. E é essa mesma ocupação que nos dá o sentido de quem somos e nos permite ser reconhecidos pelos outros. É através do desenvolvimento das nossas ocupações diárias que mantemos o nosso equilíbrio físico e emocional. Quando pensamos

numa ocupação, não falamos apenas de uma profissão ou de um hobby, mas sim de algo que nos dê uma identidade.

As ocupações dão sentido ao nosso dia-a-dia e à nossa vida, definindo-nos, uma vez que estão intrinsecamente ligadas aos diferentes papéis que assumimos. Importa perceber que as ocupações incluem atividades da vida diária como a higiene, alimentação e gestão doméstica, o brincar (no caso das crianças), as atividades produtivas, como o trabalho ou o estudo, e atividades de lazer.


ÚLTIMA QUESTÃO: Será que existe alguém que entenda esta importância da ocupação e nos ajude a recuperar ou a ganhar funcionalidade nelas?


ÚLTIMA RESPOSTA: A resposta é SIM, nós os Terapeutas Ocupacionais! O trabalho do terapeuta é ajudar cada indivíduo a envolver-se nas ocupações que lhes são significativas, que os definem e lhes dão uma identidade.


Andreia Ramos, Terapeuta Ocupacional

102 visualizações